quarta-feira, 10 de novembro de 2010


segunda-feira, 14 de junho de 2010

O diário secreto de Sara Swan - Amigas para SEMPRE

 Como me mudei de cidade, fiquei chocada ao saber que aqui NÃO tem livraria! Acreditem? Vasculhei a cidade toda e naaaaaada de livrarias - as únicas que se chamavam assim eram, na verdade, bancas de jornais com alguns dos livros mais vendidos. Achei ridículo, né. Mas aí, fui passear num bairro super afastado da cidade, onde se concentra um comércio do tipo da 25 de março, sabem? Então, lá encontrei uma livraria que, digamos, não é uma Saraiva ou Siciliano, mas já está ótimo para mim. Na época  (uma semana atrás) eu estava atrás do livro Fazendo meu filme, mas acabou que não tinha ele para pronta entrega. Mas eu estava desesperada para ler algum livro bom (esse semestre li pouco, devido ao tempo que a escola nova está me tomando) e acabei encomendando Fazendo meu filme e comprando dois outros: O ladrão de raios e O diário secreto de Sara Swan. Já li os dois, mas hoje fiquem com a sinopse e a minha opinião do livro:


"Que a adolescência seria uma fase de mil mudanças, Sara Swan já imaginava. O que ela não sabia é que uma delas seria tão grande: ter que morar a mais de 500 quilômetros da cidade onde sempre viveu. E, o pior, longe das suas melhores amigas, Becca, Ellie e Dee. 
 No meio dessa cilada do destino, Sara aproveita para curtir muito com suas amigas, seu "quase namorado" e vários outros gatinhos. Nada fica de fora de suas últimas aventuras na cidade. Nem os ataques da fofoqueira da escola... Mas o melhor é que Sara divide tudo isso com a gente em um diário pra lá de engraçado, cheio de boas histórias e de papos inesquecíveis."






 Claro, está na cara que é um livro daqueles para meninas, mas eu não imaginava o quanto. Comprei este e o Fazendo meu filme como uma válvula de escape aos livros chatos escolares, como Dom Casmurro e O cortiço, porque adoro ler esse tipo de livro para me distrair um pouco, acho fofo. Mas como a protagonista tem 14 para 15 anos, as suas histórias narradas por ela mesma, são bem infantis, mas não leve isso como um ponto negativo. Para o que eu estava procurando, o livro atendeu às expectativas. Sara Swan começa escrevendo em seu diário secreto (tem um outro "falso" que ela mantêm porque sabe que sua irmã e sua mãe vivem tentando achá-lo) sobre a inesperada mudança que seus pais propuseram à família. E aí começa o desespero da garota, que acha que o mundo vai acabar por isso. Eu, como já passei por isso, entendi o lado dela, apesar dela apelar em certos pontos. Com isso, vem as implicâncias externas: sua avó conservadora, sua paixão platônica que parece, enfim, notá-la, suas amigas que a apóiam e a desapontam várias vezes, a crise do casamento de seus pais e, claro a mudança. Mas no fim ela acaba ajeitando as coisas e aprendendo a não ser tão sonhadora a ponto disso se tornar uma utopia.
 Li em um único dia, a leitura é bem agradável e fácil e, para facilitar, possui apenas 200 páginas com vários desenhos fofos e cabeçalhos.
Autora: Margareth Clark
Preço: R$29,90
Editora: Fundamento

Nenhum comentário:

Postar um comentário